Espécie com origem híbrida está ameaçada por hibridação contemporânea com espécie simpátrica


A hibridação e a introgressão genética são fenómenos com impactos significativos na evolução dos organismos.

A espécie Iberochondrostoma olisiponensis é um endemismo português que terá tido origem no Miocénico, por hibridação entre espécies ancestrais pertencentes aos géneros Iberochondrostoma e Achondrostoma/Pseudochondrostoma.

Iberochondrostoma olisiponensis

Iberochondrostoma olisiponensis. Imagem de Marco Arruda.

Análises da diversidade genética mitocondrial e nuclear mostram que as populações de I. olisiponensis são diferenciadas mas encontram-se geneticamente bastante depauperadas.

Além dos factores de ameaça comuns a outras espécies de peixes de água doce, a sobrevivência desta espécie está ameaçada por ter populações constituídas por um número muito reduzido de indivíduos e pela ocorrência de hibridação bidireccional com I. lusitanicum, espécie simpátrica também ela ameaçada e comparativamente mais abundante.

Para mais informações:

Sousa-Santos C, Gante HF, Robalo J, Cunha PP, Martins A, et al. (2014) Evolutionary history and population genetics of a cyprinid fish (Iberochondrostoma olisiponensis) endangered by introgression from a more abundant relative. Conserv Genet: 1–13. doi:10.1007/s10592-014-0568-1.

Este trabalho foi desenvolvido por:

Carla Sousa-Santos – Unidade de Investigação em Eco-Etologia, ISPA

Hugo Gante – Zoological Institute, University of Basel

Joana Robalo – Unidade de Investigação em Eco-Etologia, ISPA

Pedro Proença Cunha – Departmento de Ciências da Terra, IMAR, Universidade de Coimbra

António Martins – Centro de Geofísica, Dep. Geociências, Universidade de Évora

Marco Arruda – Instituto Polivalente Edik Ramon, Luanda

Maria Judite Alves – Museu Nacional de História Natural e da Ciência, Universidade de Lisboa

Vitor Almada – Unidade de Investigação em Eco-Etologia, ISPA

Este trabalho foi financiado por:

Estudo financiado pelo fundo FEDER através do programa COMPETE e de fundos nacionais da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia (UI&D 331/94 e 329/2011, PTDC/AAC-CLI/103110/2008 e PTDC/BIA-BDE/66519/2006). C. Sousa-Santos foi financiada por uma bolsa de pós-Doutoramento concedida pela FCT (SFRH/BPD/29774/2006).

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s